Organização Mundial do Turismo apoiará o Brasil em certificações e capacitações

Em reunião, representantes do Ministério do Turismo e da Organização Mundial do Turismo, fizeram negociações para aderir a programas oferecidos pela Fundação Themis, de educação e treinamento profissional. O programa se trata de um avanço da Organização que apoia os estados que são membros para obterem aplicação de políticas públicas e planos de formação relacionados a melhoria, competitividade e sustentabilidade da área. O desenvolvimento e fortalecimento de capacidades técnicas e também o compartilhamento de conhecimento são os principais objetivos.

O secretário executivo do ministério, Alberto Alves, destacou essa como uma oportunidade de trabalho em sinergia com a Organização Mundial do Turismo, em busca de avanços no segmento.  “Podemos caminhar junto na capacitação profissional que é essencial no setor, e a Organização tem uma expertise para compartilhar com a gente”, disse Alves.

Serão três pontos envolvidos na capacitação de servidores, como a certificação de universidades que dispõe de cursos na área e também os órgãos oficiais do ramo. O Brasil poderá definir e indicar à Organização Mundial do Turismo os destinos que serão prioridades no desenvolvimento do processo de orientação.

A iniciativa colabora nas ações desenvolvidas pelo Ministério do Turismo, frisou a secretária nacional de Qualificação e Promoção do Turismo, Teté Bezerra. A secretária diz que a maior preocupação é a inclusão do turismo na agenda econômica e política, a qualificação profissional também está envolvida no Brasil + Turismo.

Algumas ações parecidas já vêm sendo promovidas em países como a Argentina e o Paraguai, e o Brasil servirá de exemplo, ressalta a agente da OMT, Marcela Pimenta. Ela diz que a Fundação e a OMT entenderam que o país é importante no turismo e esse trabalho será uma referência a países que falam a língua portuguesa.

Uma Câmara Temática do Conselho Nacional de Turismo, atualmente discute o texto preliminar da política Nacional de Qualificação no Turismo. O documento contém as diretrizes de informação de jovens e adultos, resultado de um trabalho em conjunto com a Universidade de Brasília submetido a consulta pública.

Pesquisas e seminários realizados em diversos estados envolvendo as propostas, contou com especialistas de 9 instituições públicas de ensino. As prioridades definidas fazem parte do Brasil + Turismo, que é um plano do governo federal para o desenvolvimento do setor.