Dados mostram que o consumo desenfreado tem ligação direta com a depressão

Image result for depressao

O inverno começa na terceira semana de junho de 2017, mas aqui pelo Sudeste o frio já chegou e a nova estação traz mudanças de comportamento. Uma pesquisa virtual indica que nessa época aumenta o consumo de roupas e também os momentos de tristeza e solidão. Por isso precisamos ficar atentos para a saída mais fácil e perigosa que é consumir para tentar se sentir mais feliz.

É só a temperatura cair e a dona de casa Clara Fernandes, vai as compras. “Comprei quatro casacos, comprei bastante blusinha de lã.” O ato de comprar parece ter efeito direto sobre o humor.

“Aquele tempo nublado parece que fica ensolarado quando saio para comprar”, diz química, Marilda Talarico. O Google, maior site de buscas fez uma pesquisa sobre os hábitos dos brasileiros durante o frio. A procura por compra sobe 10%. Já a buscas por palavras como depressão e solidão crescem 23%.

Segundo a psicóloga Triana Portal, o tempo frio desencadeia comportamentos que favorecem introspecção. “No inverno as pessoas tendem a ficar mais tristes. Elas ficam mais tristes e se sentem sozinhas.”

Quem já tem um estado emocional frágil fica mais propenso a cair na armadilha do consumo como forma de compensação. “As vezes a gente preenche vazios com compras. Então assim, quando a pessoa tem uma carência ela tenta compensar, com um produto, com uma comida, com alguma coisa que ela sente que naquele momento vai suprir aquela necessidade emocional”, afirma Triana.

Dicas simples que ajudam a fugir desse círculo vicioso que pode levar ao endividamento e a depressão. “Você olha para o produto e pensa: eu realmente preciso desse produto?. Não compre naquele momento, vai para casa. Trazer as pessoas para perto de si, de curtir a sua casa, de curtir a família, os amigos”, reforça Triana.

Existem casos mais extremos onde as pessoas acabam se endividando devido ao fator psicológico de terem que comprar independente desta época do ano. Segundo a psicóloga Tatiana Filomensky, existe uma estimativa de que mais de 5% da população sofre de impulsos compulsivos de comprar produtos de modo geral sem necessidade. As mulheres são a grande maioria neste número.

“Comprar gera um alívio para a angustia e ajuda a conter os males da depressão”, afirma Tatiana. “O problema é que, para a pessoa, isso é muito mais. Ela vai em busca dessa satisfação com uma frequência muito maior, porque não consegue atingir essa satisfação de outra maneira. A solução para as sensações desagradáveis, negativas e frustrações está nas compras. Muitos dizem que compram para preencher um vazio.”

“São pessoas que acabam sendo mais suscetíveis aos estímulos de comprar em busca dessa aquisição excessiva, como forma de mostrar as suas características individuais, valorizando o seu eu.”

 

Veja também: O consumo abusivo de medicamentos faz FDA retirar medicamento do mercado

 

Você deve comer três grandes refeições ou muitas mini-refeições?

No mundo nutricional, a sabedoria convencional sugere que quanto mais frequentemente você come, mais provável é que você queime essas calorias e controle a vontade de comer. E assim, a noção de comer seis ou mais “mini-refeições” a cada dia, apenas o suficiente para alimentar seu corpo até suas próximas mordidas, muitas vezes foi recomendada como uma abordagem de dieta mais específica em alguns casos do que comer três refeições maiores. Mas a ciência evolui, e a resposta para se você deve comer muitas mini refeições ou três refeições maiores não é mais direta.

“Anos atrás, todos nós acreditávamos que precisavamos comer várias vezes ao dia para manter o metabolismo alimentado. Você teve que continuar alimentando o fogo e manter o forno queimando. Mas essa teoria vai de um lado para o outro e pesquisas mais recentes estão mostrando que realmente esse forma de gerenciar sua alimentação, não retarda o metabolismo se você não está comendo várias vezes por dia”, disse Martha McKittrick, uma nutricionista registrada na cidade de Nova York, que fornece aconselhamento para perda de peso há mais de 20 anos.

Pequenas refeições frequentes versus grandes refeições espaçadas

Muitos estudos sugerem que comer com mais frequência pode oferecer benefícios ao diminuir a fome e a ingestão de alimentos nas refeições subsequentes. Um estudo envolvendo cerca de 2.700 mulheres e homens descobriu que aqueles que comiam pelo menos seis vezes por dia comiam menos calorias, consumiam alimentos saudáveis e apresentavam menor índice de massa corporal do que aqueles que comiam menos de quatro vezes ao longo de um período de 24 horas. A pesquisa também mostrou que a frequência aumentada de refeição tem efeitos positivos sobre os níveis de colesterol e insulina.

Mas ao comer pequenas refeições frequentemente, pode gerar grandes balanços no açúcar do sangue. Outros estudos sugerem que comer com mais frequência pode não ser ótimo. E, apesar da noção de que comer com mais frequência significa mais oportunidades para queimar calorias, graças à energia envolvida na digestão, absorção e metabolização dos nutrientes dos alimentos, a pesquisa sugere que isso não parece aumentar significativamente o metabolismo ou as calorias totais queimadas.

“Na década de 80, pensava-se que a comilança era uma ótima maneira de perder peso, mas os estudos mais recentes não apoiaram isso”, disse David Levitsky, professor de nutrição e psicologia da Universidade de Cornell, que pesquisou o tema de frequência das refeições e seus efeitos sobre a ingestão de calorias. “Foi pensado que, se você comesse com mais frequência, a quantidade de calorias que você retém diminui, sendo assim mais calorias são queimadas. Mas experiências controladas em seres humanos mostram que não há vantagem metabólica para comer 12 refeições menores versus comer três ou quatro refeições por dia, com o mesmo número total de calorias”.

Conheça mais sobre a trajetória da incorporadora JHSF

Criada no início da década de 70, em São Paulo, pelos irmãos José Roberto e Fábio Auriemo em sociedade com outros dois empresários, a empresa foi fundada com o nome de JHS Construção e Planejamento Ltda e atuava especialmente no ramo da construção.

Durante os anos de 1980, a JHS foi se estabelecendo como uma das maiores construtoras do Brasil, tendo participado de vários projetos de grande porte, como a construção do complexo do Hotel Transamérica, na Bahia, e a pista de corridas da General Motors no interior paulista. Foi também nesse período que a empresa começou a se expandir para o segmento da incorporação imobiliária.

Anos depois, após uma cisão entre os sócios, Fábio Auriemo se tornou o acionista majoritário da empresa e alterou o seu nome para JHSF. Por algum tempo, a área da construção continuou sendo o principal foco da companhia, contudo, após identificar novas tendências de mercado, a empresa passou a investir mais na incorporação imobiliária, principalmente em prédios comerciais para locação, um segmento que crescia substancialmente em todo o país.

Em 2001, a JHSF deu um importante passo em sua trajetória ao investir na incorporação de shopping centers. Para isso, a empresa participou da construção do Shopping Metrô Santa Cruz, o primeiro projeto entre muitos desse tipo que a companhia viria a realizar nos anos seguintes.

Logo em seguida, Fábio Auriemo resolveu passar a administração da empresa para o seu filho, José Auriemo Neto, que há dez anos já realizava um trabalho de destaque na JHSF. Sob o comando do novo presidente, a empresa intensificou o seu foco no mercado de luxo, uma área que estava se desenvolvendo de modo acelerado no início dos anos 2000.

O principal exemplo da atuação da empresa no mercado de alta renda foi o complexo Cidade Jardim, inaugurado no ano de 2006. Nesse enorme complexo foram construídos o Shopping Cidade Jardim, nove prédios residenciais que formam um dos condomínios mais luxuosos da cidade de São Paulo, e ainda três edifícios comerciais. Após finalizado, o projeto se mostrou um enorme sucesso, rendendo um grande lucro para a empresa.

Nos anos seguintes, a JHSF também participou da construção de condomínios de veraneio de luxo no Brasil e no exterior, como foi o caso do Las Piedras, localizado em Punta del Este, no Uruguai. Assim, os investimentos certos somados a um trabalho de excelência fizeram com que a empresa passasse a ser considerada uma das maiores incorporadoras do país, tendo inclusive o seu capital aberto para negociações na Bolsa de Valores.

Recentemente, um dos projetos mais importantes da JHSF foi o Catarina Fashion Outlet, que nada mais é do que o primeiro outlet do país com foco no mercado de luxo, uma tendência que já existe há vários anos no exterior. Em conjunto com o outlet, também faz parte desse projeto a construção do São Paulo Catarina Aeroporto Executivo, o primeiro aeroporto privado do Brasil dedicado exclusivamente a aviação executiva.

 

Todas as pessoas devem fazer três refeições diárias?

Resultado de imagem para 3 refeições por dia

Os especialistas dizem que comer com mais frequência pode ser problemático para aqueles que têm problemas com o controle de porção ou algo conhecido como alimentação ligada ao estímulo, quando a visão de um alimento específico o leva a comê-lo, o que pode levar ao ganho de peso.

“A maior parte das evidências sugerem que os humanos são comedores oportunistas e se tivermos mais chances de comer, mais comeremos”, disse Levitsky. “Se as pessoas não fizeram nada além de eliminar lanches, sua ingestão de calorias total diminuirá”.

“Se você quiser comer pequenas refeições frequentes, dê uma olhada em sua meta de calorias diárias e divida-as. Se você está com uma dieta de 1.500 calorias, você poderá fazer cinco mini-refeições de 300 calorias,” afirma a nutricionista de Nova York, Martha McKittrick.

Três refeições por dia podem ser o suficiente para algumas pessoas, no entanto, um pequeno lanche rapidamente não pode se transformar em um lanche maior, como no caso das nozes. “As nozes são super saudáveis, mas algumas pessoas não conseguem parar quando começaram a comer nozes, e isso pode ser um problema”, disse McKittrick.

O ambiente também desempenha um papel. Se o seu escritório tem uma cozinha cheia de lanches gratuitos, é muito mais fácil entrar e pegar algo como batatas fritas ou cookies em vez de planejar suas próprias refeições saudáveis e levá-las. Trabalhando em casa, com acesso constante à cozinha, esta situação pode apresentar desafios semelhantes.

E então há outros que simplesmente não querem se incomodar em se alimentar o dia inteiro. “Alguns só querem comer e fazer isso, então eles não fazem nem mesmo pequenos lanches. Eles estão realmente ocupados, e eles simplesmente não têm tempo para lidar com isso. No cado dessas pessoas, o melhor seria realizar três refeições por dia.”

A conclusão é que qualquer estilo de alimentação pode oferecer benefícios para a saúde e perda de peso. Mas o que mais importa é o que funcionará para você.

“Talvez, de uma forma mais rigorosa, possamos testar as pessoas para determinar qual a frequência alimentar ideal, mas, entretanto, provavelmente é melhor simplesmente perguntar como você se sente”, disse McKittrick.

Outros especialistas concordam. “A frequência da refeição não afeta a taxa metabólica e, portanto, não tem efeito direto sobre a perda de peso”, disse Carla Wolper, nutricionista e consultora de nutrição registrada no programa de avaliação de Saúde Executiva ColumbiaDoctors, que passou 25 anos na faculdade de nutrição da New York Obesity Nutrition Centro de Pesquisa.

“Se você diminuir o número de ocasiões para comer, sua ingestão calórica total também diminuirá”, disse David Levitsky, “professor de nutrição e psicologia da Universidade de Cornell”. “As pessoas pensam que se você pular o café da manhã, você vai comer demais mais tarde e isso não acontece. Sua ingestão aumenta, mas não é quase a quantidade que você pulou”.

 

O detector de matéria escura mais sensível do mundo dá seus primeiros resultados

Depois de três anos de construção, o experimento mais sensível da matéria escura do mundo está online, e os cientistas relatam que o detector está funcionando como projetado. O detector XENON1T ainda não encontrou partículas de matéria escura, mas realizou uma pesquisa científica de 30 dias e os cientistas do projeto estão otimistas em relação ao futuro.

“Esse foi o melhor resultado sobre matéria escura até agora e nós acabamos de começar!” A equipe XENON1T disse em um comunicado. O experimento XENON1T está localizado bem abaixo de uma montanha no Laboratório Nacional Gran Sasso na Itália (LNGS), de modo que pode ser protegido contra interferências causadas por raios cósmicos e outras fontes de radiação na superfície da Terra.

XENON1T está à procura de fogos de artifício microscópicos criados por partículas maciças que interagem fracamente (WIMPs), atingindo átomos de xénon. WIMPs são partículas hipotéticas que muitos cientistas pensam que são um componente primário da matéria escura.

Observações astronômicas confirmaram que apenas cerca de 15% do universo material é composto de matéria “ordinária” (ou “bariônica”); Quase 85% é composto por matéria escura misteriosa, que não pode ser observada diretamente por telescópios. Mas a gravidade da matéria escura pode ser medida indiretamente por meio de seus efeitos nos aglomerados de galáxias e nas taxas de rotação das galáxias, então sabemos que está lá fora.

Porque WIMPs possuem uma “interação muito fraca” – isto é, elas não podem interagir com a matéria normal através das forças eletromagnéticas, fortes ou fracas – XENON1T pode detectá-las apenas olhando para colisões entre WIMPs e átomos em uma câmara cheia de xenônio líquido puro arrefecido a menos 139 graus Fahrenheit (menos 95 graus Celsius).

Quando ocorre uma colisão direta, o líquido cintila (pisca) e há ionização no líquido. Ao estudar esses flashes, os cientistas podem determinar a natureza exata das partículas que colidem. Mas para detectar estes flashes extremamente fracos na Câmara de Projeção de Tempo de Xénon Líquido (LXeTPC), os níveis de radiação natural que circundante na caverna devem ser mantidos a um nível mínimo. Para alcançar o máximo de blindagem, o LXeTPC é submerso em um tanque de água maciço que tem o tamanho de um prédio de três andares que contém o equipamento auxiliar para suportar a experiência.

No entanto, o tanque de água e o escudo natural fornecido pelas toneladas de rocha sobreposta ainda não são suficientes para garantir interferência mínima de radiação. Todos os materiais podem produzir pequenas quantidades de radiação. Assim, para alcançar seu registro de “silêncio” radioativo, os materiais do detector tiveram que ser cuidadosamente selecionados e o xenônio líquido foi meticulosamente processado, disseram os pesquisadores. Esses passos foram “necessários para ouvir para a voz muito fraca da matéria escura”, acrescentaram na declaração.

Por que você deve evitar gorduras trans a todo custo

Para comer uma dieta saudável e equilibrada, você não precisa evitar todas as formas de gordura. Na verdade, seu corpo realmente precisa de gorduras saudáveis para funcionar corretamente. Gorduras saudáveis vão proteger seus órgãos, manter seu corpo quente, apoiar o crescimento celular, e ajudar seu corpo a absorver nutrientes. No entanto, se você está consumindo até mesmo uma pequena quantidade de gorduras trans em seu alimento, você corre um alto risco de prejudicar a sua saúde.

Uma nova pesquisa confirma o quanto são perigosas as gorduras trans. Em 2007, a cidade de Nova York percebeu o dano causado pelo uso de gorduras trans e começou a restringir seu uso em restaurantes. Outros condados de Nova York seguiram o exemplo da cidade, proibindo o ingrediente nocivo também.

Depois de anos banindo essas gorduras trans, os pesquisadores analisaram os dados sobre ataques cardíacos nessas cidades e encontraram uma interessante correlação. As cidades que baniram as gorduras trans também diminuíram ataques cardíacos e acidentes vasculares cerebrais em 6%.

Recentemente, a Food and Drug Administration também tomou medidas contra o uso de gorduras trans em alimentos. Finalmente, declarou-os inseguros para o consumo. Enquanto muitas empresas de alimentos já diminuíram o uso da gordura nociva, eles serão forçados a eliminá-lo devido à decisão da FDA.

Nos últimos anos, profissionais de saúde têm advertido as pessoas a não comer gorduras trans. Esta forma prejudicial de gordura é o pior tipo para a sua saúde, pois além de serem transgênicas, elas se tornam altamente tóxicas quando são aquecidas.

Enquanto as gorduras trans ocorrem em alguns alimentos naturalmente, a maioria é produzida quimicamente, alterando os líquidos das gorduras insaturadas. Alterando estas gorduras, as empresas de alimentos criam um produto que vai endurecer em temperatura ambiente e manterá a comida conservada sem que ela estrague rapidamente.

Infelizmente, as gorduras trans também endurecem dentro de seu corpo, obstruindo suas artérias. As gorduras aumentam o colesterol ruim enquanto reduz o colesterol bom que leva o excesso de colesterol para o fígado.

Este processo que as gorduras trans fazem em aumentar seu colesterol ruim, é uma receita iminente para um ataque cardíaco. Muitos médicos têm compreendido a ligação entre ataques cardíacos e gorduras trans por anos, mas o FDA finalmente tomou medidas para eliminá-los de alimentos.

Evite alimentos ricos em gorduras trans

Nos próximos anos, o FDA e as empresas de alimentos, trabalharão para eliminar as gorduras trans dos alimentos. Enquanto isso, você deve observar cuidadosamente até mesmo, pequenas quantidades.

De acordo com a American Heart Association, menos de 1% da sua ingestão alimentar diária total deve vir de gorduras trans. Para evitar essas gorduras trans, você deve optar por alimentos não transformados como frutas e legumes, ou gorduras saudáveis como a manteiga ghee e o óleo de coco.

Se você comprar um item embalado, verifique cuidadosamente o rótulo e leia a lista de ingredientes. No passado, as empresas de alimentos não tiveram de rotular gorduras trans em seus produtos, a menos que a quantidade totalizasse mais de 0,5 gramas por porção.

Se você consumir vários produtos com esta pequena quantidade, no entanto, você pode facilmente comer o suficiente para causar um risco maior para a saúde.

 

Abandonar animais é crime

Image result for abandono de animais

Negar comida, água, agredir e abandonar um animal são vistos como crime perante a lei e podem ser denunciados.

É triste a realidade no Brasil, mais o abandono de animais é uma prática muito frequente, principalmente em época de férias. Existem muitas campanhas para combater esse mal, mas infelizmente elas não tem muitos efeitos na prática.

Existem histórias de pessoas que abandonam animais em pet shops, veterinários e em hotéis para cachorros e que infelizmente nunca mais voltam para buscar. Muitas vezes está relacionada com a decisão precipitada das pessoas em ter um animal de estimação, que em muitas vezes compram por um impulso e chegam a pagar caro no animal e acabam se arrependendo, “descartando-o” em ruas e praças a própria sorte com o pensamento de  “alguém vai encontrar e cuidar” , se livrando do que pra elas seriam no momento um grande problema.

Essa atitude é considerada crime, de acordo com a lei 9605/98, que trata de crimes ambientais que prevê maus tratos contra os animais. Também existe o decreto 24645/34 criado por Getúlio Vargas e que determina as atitudes que podem ser consideras como maus tratos aos animais.

Uma testemunha de abandono pode denunciar o ato em uma delegacia mais próxima, mas antes a pessoa deve estar certa do fato ocorrido, pois denúncias falsas também são crimes. Ao ir a delegacia o fato deve ser relatado com o maior número de informações possíveis.

Se o animal for abandonado em um terreno baldio ou em uma propriedade particular, a pessoa que invadi-lo para salvar o animal, está protegido por lei quanto a invasão de acordo com a lei nº 2.848/40, no artigo 24 e não sofrerá nenhuma sanção.

Outra prática considera crime é o atropelamento de um animal quando há a omissão de socorro por parte do condutor do veículo, e testemunhas podem anotar a placa do veículo e denunciar. Envenenamento, agressão, acorrentamento e negação de água e comida ou até mesmo exploração de trabalho também são praticas criminosas e fazem pressão psicológica no animal, sofrimento e estresse devido ao tédio em suas atividades.

Muitas pessoas não denunciam esse tipo de atitude, por se tratar de pessoas conhecidas, parentes e vizinhos, ou até mesmo por medo de criar problemas, porém a denúncia pode ser anônima através da Delegacia Eletrônica de Proteção Animal o DEPA que fica no endereço www.ssp.sp,gov.br/depa. Qualquer pessoa que presenciar uma atitude dessas, pode filmar, fotografar e denunciar, e será apenas uma testemunha, a justiça fará o resto punindo a pessoa como se deve e além de tudo poderá salvar a vida do animal que é indefeso e não sabe se defender sozinho.

As denúncias podem ser feitas para o IBAMA gratuitamente no 0800 61 8080 e pelo e-mail [email protected]

 

 Veja também: Como cuidar do seu cão no frio

 

Flavio Maluf apresenta os melhores setores da economia para investir em 2017

O empresário paulistano Flavio Maluf, presidente da Eucatex, reporta o aumento da confiança em relação a retomada do crescimento econômico brasileiro. Tanto que apresenta pesquisa da revista de negócios americana Inc, conhecida por listar anualmente em dezembro as empresas que mais se destacaram no decorrer do ano, os melhores setores econômicos para investir num negócio próprio em 2017.

Engenheiro mecânico formado pela Fundação Armando Álvares Penteado, Flavio Maluf apresenta o parecer da revista no investimento nas áreas de tecnologia que auxiliem aos empreendedores no dia-a-dia de seus negócios, no trabalho freelance, nas áreas que envolvem jovens, saúde e nutrição e comércio eletrônico.

Conheça agora as cinco áreas recomendadas pela revista Inc., conforme reporta Flavio Maluf, para criar um negócio em 2017

Tecnologia

Flavio Maluf, reporta que o boom tecnológico é uma excelente oportunidade para que profissionais ágeis e sagazes, bem como empreendedores de espírito inovador possam debruçar-se e colher excelentes frutos. A criação de aplicativos e plataformas que possam auxiliar os empreendedores na gerência de seus negócios, contabilidade, atendimento aos clientes soluções em geral apresenta-se como excelente chance de obter altos lucros e espaço no mercado, uma vez que é irreversível a integração de toda e qualquer empresa à rede mundial de computadores.

Millennials

A juventude atual, chamada pelo jargão publicitário-psicológico de millennials, apresenta peculiaridades jamais vistas em gerações passadas que são essencialmente benéficas para agentes contratantes, isto é, como mão de obra, e como público alvo, que são o imediatismo, o espírito de grandeza, a competitividade, o autopoliciamento, o perfeccionismo e a originalidade. O presidente da Eucatex aponta que são eles quem devem desenhar os próprios produtos e que empresas que os de essa oportunidade são excelentes modelos de investimento.

Trabalho Feelancer

O trabalho freelancer, remoto ou home-office, é aquele em que o profissional realiza o serviço em casa ou em qualquer localidade, no horário que preferir tendo somente que entregar o serviço no tempo acordado com o contratante. Nisto podem trabalhar redatores publicitários, designs, consultores de todas as especialidades, com o sem contrato fixo. Neste último caso apresente-se a oportunidade de empreender, uma vez que crescem no mercado a necessidade de trabalho flexível, seja pela natureza das empresas – isto é, as empresas que empregam os trabalhadores que necessita para funções temporária e específicas, como o escritório que contrata consultores de mercado para investimentos e outras ações etc – e suas necessidades. Trata-se do oferecimento de treinamentos para esses profissionais avulsos, o que, segundo a revista Inc, deverá crescer espantosamente neste ano.

E-commerce

As lojas virtuais ou E-commerces são excelentes alternativas de negócios, seja para lojas físicas já estabilizadas que desejam atingir novos públicos, seja para atuar somente com o oferecimento de produtos e serviços pela internet, uma vez que o consumo online vem se estabelecendo como hábito entre os consumidores de todas as partes do mundo.

Saúde e nutrição

Aplicativos que possam medir calorias, atualizar usuários quanto a novas dietas e praticas alimentares atestadas por especialistas e plataformas que apresentem receitas naturais, detox, dentre outros clássicos do nicho são maravilhosas oportunidades de empreender ainda este ano, destaca Flavio Maluf.

 

O segredo dos flamingos para ficarem em uma perna só

Resultado de imagem para flamingo

Os flamingos possuem uma postura única, típica desses pássaros, que é se apoiar em apenas uma perna, quando estão de pé. Foi feito um estudo e os cientistas descobriram, que os flamingos gastam menos energia quando estão apoiados em apenas uma das pernas.

Os cientistas americanos descobriram que eles não gastam nenhuma energia muscular para ficar nessa posição, diminuindo o gasto de energia do corpo. Com essa postura, é ativado um mecanismo que eles podem inclusive, dormir sobre apenas uma perna.

Antes dessas pesquisas, os cientistas acreditavam que essa postura, deveria ser para diminuir a sua fadiga muscular, conforme eles alternavam de uma perna para outra. Também se desconfiava que poderia ser um jeito para regular a temperatura do seu corpo.

Esses estudos foram feitos pelos pesquisadores Young-Hui Chang, do Instituto de Tecnologia da Georgia, e Lena H. Ting, da Universidade Emory, que descobriram porque os flamingos, se apoiam em apenas uma das pernas.

Eles realizaram vários estudos, não apenas em animais vivos, mas também foram feitas pesquisas em espécimes mortos, e eles descobriram que, mesmo depois de mortos, eles ficavam sobre apenas uma perna, sem perder o equilíbrio, mantendo-se de pé.

Chang explicou, que se você olhar para o flamingo de frente, no momento em que ele está em uma perna só, vemos que a pata está logo abaixo do corpo, a perna ficando em um ângulo para dentro. Nessa posição o mecanismo é ativado.

Nos flamingos mortos, foram observados que eles não ficam sobre as duas pernas, o que mostra que quando estão sobre uma perna somente, essa posição exige um maior esforço muscular. Quando se coloca as duas pernas em posição vertical, o mecanismo é anulado.

Nos animais vivos, o estudo mostrou que quando eles ficam sobre uma perna, eles quase não se movem, mostrando estabilidade e eles concluíram que essa posição, proporciona um descanso para os flamingos.

Eles podem nessa posição de ficar em uma perna, balançar enquanto realizam outras atividades, como se comunicar e se limpar.

O pesquisador declarou, que a anatomia dos flamingos possibilita essa postura passiva, e não está totalmente compreendida, sendo o alvo do próximo estudo. Ele ainda explicou, que esse fenômeno não inclui o travamento de juntas das pernas. Se isso acontecesse, isso mostraria que os membros iriam permanecer fixos em ambas as direções, e percebemos que eles se apresentam fixos em uma direção, e flexíveis na outra. Exemplificando, parece o mecanismo que trava uma porta, disse Chang.

Um psicólogo especialista em comportamento animal, Matthew Anderson da Universidade da Filadélfia, que não participou na pesquisa, fez uma avaliação dos estudos e declarou que houve um grande progresso. Em uma pesquisa realizada por ele, foi descoberto que os flamingos usam essa posição para manter o calor. A sua equipe descobriu, que conforme a temperatura ambiente sobe, o número de pássaros em uma perna, diminui.

 

Médicos alertam para contaminação por peixe cru

Image result for contaminação peixe cru

A anisakiasis, é uma doença causada pela ingestão de peixes ou frutos do mar contaminados por parasitas. A doença está aumentando nos países ocidentais, onde comer sushi e outros pratos de peixe e marisco crus ou mal cozidos ganhou popularidade, de acordo com um relatório publicado na BMJ Case Reports.

Os autores desse levantamento retrataram a doença a partir da experiência de um homem previamente saudável de 32 anos de idade que desenvolveu dor no intestino superior grave, vômitos e febre que durou uma semana antes de entrar no hospital.

A Dra. Joana Carmo, principal autora do estudo e médica do departamento de gastroenterologia do Hospital de Egas Moniz em Lisboa, e seus coautores, dizem que um exame físico indicou distensão abdominal, enquanto os resultados do laboratório mostraram um aumento de glóbulos brancos no sangue, o que é um sinal típico de infecção.

Durante uma entrevista, o homem disse que recentemente tinha comido sushi. Com base nesta informação dietética, seus médicos realizaram uma endoscopia gastrointestinal superior: um exame não-cirúrgico do aparelho digestivo, usando um tubo flexível com uma luz e uma câmera no final. Esta visão interna revelou que a membrana intestinal estava inchada com um parasita firmemente alojado a ela, na extremidade que penetra o estômago. Os médicos removeram o verme larval com uma rede especial para o procedimento, chamada de rede Roth.

A rede Roth é uma pequena rede de plástico que é geralmente usada para remover pólipos do cólon, bem como qualquer outro corpo estranho encontrado no trato digestivo – ou seja, parasitas. Carmo disse após a confirmação do verme: “Anisakis pode infectar salmão, arenque, bacalhau, cavala, lulas, alabote e anchova”. Depois que o parasita foi removido de seu intestino, os sintomas do paciente imediatamente começaram a melhorar.

“Há algumas décadas, os médicos não conheciam esta infecção”, relatou Carmo. O primeiro caso de infecção humana com anisakiasis foi descrito por cientistas na Holanda durante a década de 1960. Como este primeiro registro ocorreu após o paciente ter consumido algum arenque infectado, a infecção foi originalmente referida como “doença do verme de arenque”. Desde então, casos têm aparecido em muitos outros países, embora “principalmente no Japão por causa da ingestão frequente de peixe cru”, disse Carmo.

Números altos no Japão e na Espanha

Miguel Bao, um estudante de doutorado em sistemas de biologia na Universidade de Aberdeen, que não estava envolvido no novo estudo, disse que o Japão têm cerca de 2.000 a 3.000 casos de anisakiasis diagnosticado a cada ano.

No entanto, estimativas recentes sugerem que cerca de 8.000 casos anuais de anisakiasis podem estar ocorrendo na Espanha devido ao consumo de anchovas cruas e marinadas, disse Bao. Ele explicou que os casos na Espanha são baseados em uma avaliação de risco, mas os casos japoneses são baseados em diagnósticos reais, de modo que uma comparação direta “não é válida”.